Os números do coronavírus no Brasil ainda não estão em queda, mas algumas cidades que vivem de turismo já iniciam a retomada de atividades do setor. Em Gramado e Canela, no Rio Grande do Sul, um decreto permitiu a reabertura de hotéis, parques e museus. Em Foz do Iguaçu, os hotéis que atenderam as novas exigências estabelecidas pela Prefeitura, já foram reabertos.

O planejamento de reabertura do Governo de Rio Grande do Sul foi feito a partir da divisão do estado por regiões e adoção do modelo de distanciamento controlado. Cada região é classificada de acordo com os índices de casos e a capacidade de atendimento hospitalar. Em Gramado não houve nenhuma morte registrada pela Covid-19.

Gramado e Canela estão na bandeira laranja e, portanto, alguns setores estão autorizados a funcionar. A autorização é concedida mediante o cumprimento das normas de prevenção estabelecidas para o combate ao coronavírus. Hotéis e restaurantes a la carte podem funcionar atendendo apenas 50% da capacidade. Mas o café da manhã dos hotéis, por exemplo, deve ser restrito ao serviço de quarto.

Os restaurantes no estilo buffet, no entanto, ainda não podem reabrir. Casas noturnas, bares e pubs também continuam fechados em Gramado. Outros atrativos turísticos, como os bondinhos com vista para a Cascata Caracol, adotaram medidas preventivas, como manter as janelas sempre abertas e permitir apenas viagens conjuntas em família. O uso de máscara em Gramado e Canela, é obrigatório.

Foz do Iguaçu

Já em Foz do Iguaçu, foram adotados protocolos de segurança sanitária específicos para cada atividade. Os estabelecimentos que se adequarem e assinarem um termo de responsabilidade sanitária, já podem reabrir. A previsão inicial é atender representantes comerciais que visitam a cidade a negócios. Os resorts, no entanto, só voltam a partir de 10 de junho. A ideia da Prefeitura é fazer uma retomada lenta e gradual do turismo na região.

A visitação aos pontos turísticos também está prevista para 10 de junho. Ou seja, pontos como as Cataratas do Iguaçu ainda não estão abertas. A projeção para reabertura dos pontos turísticos de Foz foi feita com base no índice epidemiológico atual. Até o momento, a cidade paranaense registrou 62 casos positivos de Covid-19, sendo duas mortes pelo vírus. 

Para reabrir, os atrativos turísticos deverão cumprir normais como a instalação de barreira sanitária, distanciamento, disponibilização de álcool em gel e limitação de 30% da capacidade de público nos ambientes fechados. Lembrando que as fronteiras com a Argentina e o Paraguai, tão procurada por turistas que visitam Foz do Iguaçu, continuam fechadas. 

Fonte: Across the Universe