Três destinos para você viajar de bike no Brasil
Três destinos para você viajar de bike no Brasil
fevereiro 7, 2020
Hotel japonês cria maneira peculiar de acordar os hóspedes
março 11, 2020
Exibir tudo

Coronavírus:Tem viagem marcada? Veja orientações das companhias aéreas

Nas últimas semanas, o avanço dos casos do novo coronavírus (Covid-19) pelo mundo foi notícia nos principais veículos de comunicação.

E você que tem viagem marcada ou está no momento de planejar suas férias deve estar se perguntando: e agora? O que fazer?
O Voopter, plataforma que compara preços de passagens aéreas entre diversas companhias e agências de viagens online, fez um levantamento sobre o atual estado da epidemia. E garante: o primeiro passo é buscar as informações corretas, orientações dos órgãos oficiais e não se deixar levar pelas fake news que se espalham pelas redes sociais.

O Ministério da Saúde desmentiu diversos boatos que começaram a circular na internet sobre o coronavírus.

Neste momento, o mais importante é manter a calma e ter bom senso. Não há motivo para pânico. Para te ajudar a tomar uma decisão sobre sua viagem de forma mais tranquila, listamos os principais dados relacionados à doença, bem como dicas para você seguir durante o voo e, claro, no seu dia a dia, seja no Brasil ou exterior.

Viagens internacionais

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), foram confirmados até o momento 85.403 casos em 54 países. Destes, apenas 2% (1.753) são casos novos. E como se sabe, a China representa 93% (75.394) registros. Por isso, a recomendação do governo brasileiro é evitar viagens para a China. E, caso seja imprescindível, a orientação é tomar os cuidados necessários.

Apesar da Itália ter casos da doença, não há, até o momento qualquer instrução oficial que desencoraje viagens para o país.

Se você tiver viagem marcada para algum destino com número elevado de casos do coronavírus (entre eles Itália e China), não se preocupe. As principais companhias aéreas estão remarcando e até mesmo cancelando os bilhetes. E o melhor, de forma gratuita (no final da matéria leia o posicionamento de cada companhia).

Neste momento, o Ministério da Saúde monitora 16 países para casos suspeitos do coronavírus. São eles: Alemanha, Austrália, Emirados Árabes Unidos, Filipinas, França, Irã, Itália, Malásia, Camboja, China, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, Singapura, Tailândia e Vietnã.

Viagens nacionais

Até o momento apenas dois casos de coronavírus (Covid-19) foram confirmados no país, ambos em São Paulo. Portanto, se você está programando viajar para destinos nacionais nos próximos meses, não há motivo algum para cancelar ou adiar seus planos. Isso porque, segundo as autoridades de saúde, não há mudança da situação nacional, pois não existem evidências de circulação sustentada do vírus em território brasileiro. Ambos os casos existentes foram “importados” de outros países.

Etiqueta respiratória e máscaras

Provavelmente você nunca ouviu a expressão “Etiqueta Respiratória”, mas acredite, ela está sendo cada vez mais difundida e defendida. Trata-se de ter boas maneiras como proteger a boca e o nariz com um lenço de papel (descartar logo após o uso) ou com o braço (e não as mãos) ao tossir ou espirrar. Segundo os especialistas, isso pode fazer a diferença e evitar a disseminação do vários tipos de vírus.

Nesse sentido de proteção, vale ressaltar que não há evidências de que usar a máscara de forma indiscriminada evita a epidemia. A máscara é para proteger os outros do seu contágio. Ela impede que você elimine gotículas no ambiente. Contudo, se você optar por usá-la, principalmente durante as viagens de avião, saiba que será preciso trocá-la a cada duas a quatro horas.

Cuidados durante a viagem

  • Nos aeroportos há muito transito de pessoas de várias nacionalidades, então tenha cuidado redobrado com a sua mão, esteja atento para não encostar nos corrimãos e balcões;
  • Evite aglomerações de pessoas;
  • Evite lugares fechados com pouca ventilação;
  • Confira se os atrativos que pretende visitar estarão abertos;
  • Não se esqueça de lavar as mãos após usar transporte público como ônibus e metrôs, principalmente;
  • Prepare-se porque desde janeiro, a OMS recomenda que aeroportos internacionais façam exames em turistas oriundos de países com casos de coronavírus para checar se estes apresentam os sintomas.

Posicionamento das companhias aéreas

Diante do avanço da epidemia, as companhias aéreas estão com novas políticas de remarcação e cancelamento de voos para os destinos impactados pelo coronavírus. Viajantes com passagens aéreas compradas para destinos afetados pelo vírus devem procurar as companhias aéreas e conferir a situação dos voos.

No momento, o Ministério das Relações Exteriores recomenda que brasileiros evitem viajar para China. Por outro lado, para qualquer outro país afetado não há recomendação do governo brasileiro.

Abaixo segue o posicionamento de cada empresa aérea, segundo comunicado enviado às agências de viagens. Vale lembrar que qualquer pedido de cancelamento, remarcação ou reembolso deve ser feito diretamente com a companhia aérea (caso tenha comprado com a companhia aérea) ou com seu agente de viagens ou ainda sua agência de viagens online.

Air Canada

A Air Canada oferece opções aos passageiros com voos para China ou Itália (ou que passem por esses países). Viajantes com voos pelos aeroportos de Milão, Bolonha, além de Torino, Verona ou Veneza podem remarcar seus bilhetes para voar até 31 de março. No caso dos voos que passam pela China, a companhia oferece reembolso integral ou remarcação para até junho. Clique aqui e veja mais informações.

Air China

A Air China é certamente a companhia mais afetada. E por isso está com uma política de alteração ou reembolso bem flexível. Boa parte dos seus voos internacionais estão sendo cancelados. Segundo o último comunicado, podem pedir reembolso, sem custo adicional, todos os bilhetes começando com o número 999. Desde que tenham sido comprados antes de 28 de janeiro para voos pela Air China ou voos em parceria com código CA com uma data de viagem posterior a 1 de janeiro de 2020 (inclusive). Confira todas as regras aqui.

Air Europa

Passageiros com destino ou origem a Itália com bilhetes que comecem por 996, emitidos até 28 de fevereiro para viajar até 31 de março poderão mudar a data do voo, conforme a validade do bilhete. Outra opção é mudar o destino e viajar até 15 de junho para outros lugar na Europa ou África. Confira o comunicado da Air Europa.

Air France

A companhia suspendeu temporariamente seus voos para a China até 29 de março (data prevista, porém depende de uma série de fatores). No entanto, as operações para a Itália estão mantidas, porém se quiser remarcar sem custo pode fazer até dia 15 deste mês. Mais informações aqui.

Alitalia

Até o momento, a Alitalia se pronunciou dizendo que tem restringido embarque de passageiros provenientes da China, Hong Kong, além de Macau e Taiwan que não tenham se submetido a um “período de quarentena” de 14 dias fora do país de risco. Porém não há nada em seu site sobre cancelamento, remarcação ou reembolso. Veja mais aqui.

American Airlines

A American Airlines está com diferentes condições para passageiros que tenham voos com partida, chegada ou conexão na Coreia do Sul, Hong Kong, China e Itália. Para cada país, uma regra. Acesse o site e entenda.

Azul

A brasileira Azul está disponibilizando reembolso para quem tem conexão em Lisboa ou Porto desde que o destino final ou origem sejam Itália.

British Airways

A British cancelou seus voos para Pequim ou Xangai até 17 de abril, oferecendo reembolso ou opções para remarcação das passagens. Para quem comprou voos para Hong Kong com embarque até 31 de maio também pode pedir remarcação para o mesmo destino, porém em outra data.

Para Itália a companhia segue operando normalmente. No entanto, oferece remarcação para quem tem viagem marcada até 15 de março para cidades do norte italiano (como Milão, Turim, Bolonha, Veneza, Bergamo e Verona). Confira o comunicado da British.

Cabo Verde Airlines

A Cabo Verde Airlines suspendeu seus voos entre o país africano e Itália até 20 de março. Os passageiros com reservas para o período que ainda não iniciaram suas viagens poderão remarcar os voos para datas posteriores, sem quaisquer penalizações, ou receber o reembolso integral do bilhete. Veja mais informações aqui.

Delta

A Delta está com políticas especiais de remarcação ou cancelamento de voo para passageiros com destino a Xangai e Pequim, na China, além de Seul, na Coreia do Sul, e Itália (todos os destinos operados no país europeu) até 30 de abril. Os bilhetes poderão ser remarcados gratuitamente para outras datas até final de maio. Veja aqui as regras.

Emirates

A Emirates cancelou todos os voos para Irã e China. Os clientes podem pedir reembolso ou mudar a data da viagem com isenção de taxa e diferença de tarifa. Já os passageiros com reservas para Singapura até 31 de março também poderão entrar em contato com a companhia para remarcar ou redirecionar seu itinerário com isenção de taxa e diferença de tarifa. Confira aqui mais informações.

Iberia

Devido ao impacto do coronavírus no Norte da Itália, a Iberia informa que passageiros com voos marcados para Milão, Turim, Roma ou Veneza podem remarcar gratuitamente suas passagens para até 31 de março. A remarcação sem custo vale somente para passagens compradas até final de fevereiro. Mais informações aqui.

Latam

A Latam informa que suspenderá atér 16 de abril suas operações entre São Paulo e Milão. Os clientes com passagens emitidas de/para Milão poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete: Remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária); Reembolso completo (sem multa); Remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária). Com relação aos passageiros que estão em Milão com passagem de retorno ao Brasil, a companhia se compromete a garantir o seu regresso ao país por meio de voos da Latam ou de companhias aéreas parceiras que operam esta rota.

Lufthansa

O Grupo Lufthansa, que engloba a companhia aérea alemã, Swiss e Austrian, cancelou seus voos para China até 24 de abril. Para Hong Kong os voos estão sendo reduzidos. Se você tem viagem marcada por pedir alteração da data da viagem ou reembolso gratuitamente. Confira aqui.

KLM

A KLM está com seus voos para China suspensos até pelo menos 29 de março. Já para norte da Itália a companhia segue operando, mas oferece flexibilidade para remarcação dos bilhetes. Passageiros com voos para Milão, Veneza ou Bolonha até 15 de março poderão remarcar seus voos para até 3 de abril. Veja aqui as informações.

Qatar Airways

A Qatar cancelou seus voos para China! Aeroportos de Pequim, Shanghai e Guangzhou tem voos cancelados até 30 de março. Já Hangzhou , Chongqing, além de Chengdu as operações seguem suspensas até 30 de abril. Passageiros com voos para essas cidades podem solicitar a remarcação ou reembolso sem custo. Confira aqui.

United Airlines

A United cancelou seus voos para a China e Hong Kong. Para quem tem voo marcado para Wuhan o reembolso está sendo feito de forma gratuita, desde que o bilhete tenha sido comprado até 21 de janeiro deste ano. Para outros destinos na China há opção de remarcar o bilhete para uma data posterior. Também há políticas de remarcação para Coréia e norte da Itália. Veja mais informações aqui.

Fonte: Catraca Livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *